Vila dos Hobbits (Hobbiton)


“Numa toca no chão vivia um hobbit”.... Quem não viu os filmes das trilogias O Senhor dos Anéis e O Hobbit e não ficou sonhando com aquele mundo fantasioso com lugares diferentes e interessantes? Pois o que nem todos sabem, é que um deles, Hobbiton, no "Condado" (traduzida em português por "Vila dos Hobbits"), existe de verdade na Nova Zelândia e dá pra visitar!



Hobbiton fica em uma fazenda de uma família (Alexander) perto da cidade de Matamata na Nova Zelândia. Quando o diretor Peter Jackson começou a procurar locais adequados para a série de filmes O Senhor dos Anéis, ele viu a fazenda durante uma pesquisa aérea e achou essa área cheia de colinas verdes e árvores solitárias, excelente para fazer a vila onde vivem essas criaturinhas famosas do mundo fantástico de J.R.R. Tolkien. Após negociações adequadas com os proprietários, os trabalhos começaram a transformar parte da fazenda em sets de filmagem para Hobbiton e outras partes do condado. Esses trabalhos incluíram a construção de fachadas para 37 buracos de hobbit e jardins e sets associados, um moinho, uma ponte de arco duplo e erguer um carvalho de 29 toneladas em cima do Bolsão ("Bag End", casa de Bilbo e depois de Frodo), que existia perto de Matamata e que foi cortado e recriado no local completo com folhas artificiais.



Hobbiton precisava parecer como sendo uma vilazinha habitada, para isso foi construído todo o set um ano antes de começarem as filmagens, tempo que permitiu que trepadeiras crescessem em rachaduras, que as plantas de um modo geral crescessem e naturalmente formassem jardins e cercas. Além disso, para que a vila realmente parecesse viva, diariamente funcionários deveriam fazer tarefas "domésticas", como por exemplo sair de uma toca de hobbit e caminhar até um varal e estender a roupa, fazendo o contrário no final do dia, de modo que naturalmente se formasse um caminho de terra, ou grama amassada, com o passar do tempo, mostrando um caminho frequentemente andado. Desse modo o imaginário mundo de Tolkien se tornou realidade do modo mais realista possível.



Passados os três meses necessários para realizar as filmagens em Hobbiton para os filmes do Senhor dos Anéis, e até então sem nem idéia de filmar O Hobbit, os sets que foram construídos de modo temporário foram desmontados e abandonados. Mas com o enorme sucesso que a trilogia de filmes fez, logo a fazenda se tornou interessante para os turistas mesmo que apenas pela paisagem e alguns esqueletos de tocas de hobbit que sobreviveram.


Dez anos depois, com a vontade de dessa vez filmar a trilogia O Hobbit, baseado também no livro de J.R.R. Tolkien que iniciou a saga de O Senhor dos Anéis, Peter Jackson entrou em contato novamente com a família Alexander para poder usar a fazenda para as filmagens de Hobbiton. A família aceitou prontamente com uma condição: que dessa vez o set fosse construído de forma permanente, de modo que além de servir de cenário para gravação dos filmes, o local poderia ser convertido numa atração turística e fonte extra de receita para todas as partes envolvidas no negócio.


Atualmente o set impecável, com fumaça saindo de chaminés, roupas no varal, flores cuidadas, bandeirinhas ao vento (como se esta noite fosse a festa de Bilbo em volta da Party Tree no Campo de Festa, e outros detalhes faz com que você se sinta completamente imerso naquele mundo. Passando pelas 44 tocas de hobbit você percebe que cada uma é diferente da outra, onde detalhes dão idéia de quem era ou pelo menos qual era a profissão do hobbit que ali "habita". Uma vez que hobbits são criaturas pequenas, menores que humanos, magos e outros seres tolkianos, os buracos de hobbit foram feitos em 2 tamanhos: tamanhos pequenos, para que uma pessoa do lado pareça maior que a toca, e em tamanho real para uma pessoa, onde os atores então seriam os hobbits que ali vivem. Além disso você pode entrar em uma para tirar fotografias, infelizmente Hobbiton é um set de exterior então dentro das tocas não tem nada além de uma estrutura de madeira. Algumas poucas como é o caso do Bolsão, tem uma pintura nos primeiros centímetros para que quando filmada de fora entreaberta, ou alguém abrindo a porta, ainda parecesse com o set interior da casinha do Bilbo:



As visitas são feitas somente por tours guiados, o pacote normal é de 2 horas (que passam voando!), onde o guia caminha com os visitantes por todo o vilarejo, contando como foi construído, truques de filmagem, curiosidades e muito mais. O tour termina no Green Dragon, um pub que imita o que o grupo Frodo, Sam, Merry e Pippin frequentavam. Incluso no pacote está uma bebida local feita artesanalmente, são 4 tipos que você pode escolher, onde os fãs da saga vão reconhecer os nomes (vilas e ilhas do Condado): uma cidra (a Sackville, "Sacola"), uma amber ale (Girdley, "Cinta"), uma English Ale (Oatbarton, "Quinta d'Aveia") ou uma Ginger Ale (não alcoólica, a Frogmorton, "Sapântano"). O pub foi construído com o turismo em mente, mas os detalhes aqui são tão intrincados quanto no set de filmagem.



Há outros tours especiais, como o banquete, que começa com uma visita a Hobbiton ao anoitecer, seguido de bebida no Green Dragon e termina com um banquete digno de um Hobbit na sala de jantar do Green Dragon. Tours privados também podem ser agendados onde visitantes também podem escolher por se juntar ao almoço em uma tenda perto do Green Dragon.


Hobbiton é sem dúvida a atração mais turística de toda a Terra Média e um destino obrigatório para os amantes da saga. Vale ainda lembrar que hoje, em Hobbiton você realmente se sente como um lugar onde os hobbits poderiam estar se escondendo atrás de cada porta redonda ou arbusto colorido. A atenção aos detalhes é incrível e torna o Hobbiton um lugar divertido para visitar, mesmo que você não seja fã.


Site oficial: http://www.hobbitontours.com


Quer que a gente comente sobre algum lugar? Conta pra gente!


#cinema #NovaZelandia #CulturaPop

259 visualizações
Siga nossos canais
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Facebook - Black Circle

atendimento@agranderota.com.br

© 2020 AGR Agência de Viagens e Turismo Ltda

Avenida Paulista, 807 - cj 2315 - São Paulo, Brasil

CNPJ 30.517.872/0001-92